Alto Verão Elian 2018: Coleção Fun!

Ahhhh, o verão… é uma delícia poder curtir o clima da estação com roupas lindas e divertidas, não é? Vem conferir nossa coleção Fun!

Para as meninas o destaque são as peças de sublimação com bichinhos divertido, é puro charme!

Já para os meninos, o tema super-heróis tomou conta com destaque para as peças interativas cheia de estilo.

Não deixe de ficar por dentro de toda a coleção. Você vai amar!

Deixar um comentário

Esporte na infância: dicas e cuidados

Eu sempre fico impressionada com o pique das crianças: parece que a pilha não acaba nunca! E um dos melhores jeitos de elas gastarem essa energia toda praticando esportes. Mas aí começam as dúvidas: com que idade elas podem começar? Quanto tempo? Quais esportes? É exatamente isso que a gente vai mostrar pra você nesse post :)

 

De 3 a 5 anos

O mais indicado nessa idade é a natação. É um esporte que pode ser praticado desde os primeiros meses de vida e ajuda a desenvolver a coordenação, a disciplina e a respiração.

Importante: nessa idade, é recomendado, no máximo de três a quatro horas de exercícios físicos por semana.

 

De 5 a 7 anos

Nessa idade a criança já pode praticar vários esportes, então o ideal é deixa-la escolher o que mais gosta. Se possível, um coletivo e um individual. Tênis, futsal, ginástica e judô são opções bem populares e ajudam bastante na socialização e no desenvolvimento motor.

De 8 a 12 anos

Essa é a hora de definir se o seu filho vai praticar apenas por hobby ou se tem interesse em competir. Leva o esporte a sério vai exigir bastante disciplina com horários, alimentação e até comportamento. Perto dos 12 anos também é a idade ideal para esportes em que a altura é necessária, como vôlei e basquete.

 

O esporte é uma ótima fonte de aprendizado, mas só serve se a criança está gostando de fazer. Se você começar a notar esses sinais, algo está errado:

 

– Queda no desempenho escolar

– Muito cansaço

– Irritabilidade

– Dá desculpas pra não ir pra escolinha do esporte

– Dores musculares

 

Qualquer decisão deve ser tomada junto com o seu filho. É muito importante conversar e ver o que ele acha. Nem sempre ele vai gostar da mesma coisa que você. Então, dê sempre todo o apoio que ele precisa e ajude-o a aproveitar a experiência ao máximo!

Deixar um comentário

Mesada: sim ou não?

Chega uma certa idade que as crianças começam a querer ter seu próprio dinheiro, a sair sem os pais e serem mais independentes. Nessa época, é muito comum que elas comecem a receber a chamada mesada, aquele dinheiro fixo todo mês. Mas afinal, essa prática é boa? Eles aprendem mesmo com ela?

 

Quando começar

A maioria dos pais costuma esperar os filhos ficarem um pouco mais grandinhos, perto dos 7 anos, pra começar a dar mesada. Alguns começam antes. O mais indicado pelos especialistas é a época em que os pequenos começam a aprender os números.

 

Como fazer

O ideal é que no início, a criança receba o dinheiro semanalmente e de acordo com a idade – R$ 6,00 pra crianças de 6 anos, por exemplo. Assim que ele adquirir mais independência, deve-se passar para o mensal.

 

A conversa é muito importante durante todo esse processo. Estabeleça o valor da mesada junto com eles, baseado na rotina das crianças. O mais importante é que eles entendam que, se não cuidarem bem do dinheiro, vai faltar no fim do mês. Sempre que der, estimule-os a economizar e mostre que guardar vale a pena.

 

Com os menores

Se você quiser começar a dar mesada pro seu filho quando ele for menor, os porquinhos de moedas são uma ótima opção. Mesmo sem saber direito o valor dos números, ele começa a entender o conceito de economizar e de compra e venda.

 

É normal que os mais novos questionem a mesada dos mais velhos, querendo saber por que ganham menos. Hora pra uma boa conversa mais uma vez: explique que os irmãos mais velhos têm mais responsabilidades e que logo logo, quando o pequeninho crescer, também vai ganhar mais.

 

E se eu não quiser dar mesada?

A decisão de dar mesada depende da realidade de cada família. Algumas acreditam que é errado, que passa aos filhos a mensagem errada de que “sempre vai haver dinheiro mesmo sem fazer nada” e preferem ir liberando dinheiro aos poucos, sempre que eles precisam.

 

Se esse for o seu caso, pode ficar tranquilo. Existem outras formas de educar as crianças sobre o papel do dinheiro. Você deve seguir o que achar e sempre, sempre conversar muito com elas sobre o assunto.

Deixar um comentário

Alimentação saudável: como ensinar seu filho a comer verduras e legumes

Essa é uma cena comum: os pais tentando fazer os filhos comerem alimento mais saudáveis e eles ali resistindo bravamente, só de olho na batata frita.

 

Realmente é uma tarefa complicada. Existem coisas muito mais gostosas por aí, principalmente numa idade em que o paladar não está completamente desenvolvido. Mas como tudo na vida, também tem um jeitinho de ensinar seu filho a curtir um espinafre e uma cenoura nas refeições.

  1. Envolva-os no preparo das refeições

Decida o cardápio junto com seus filhos. Deixe que eles escolham um alimento e você outro. Tendo a vontade respeitada, vai ser mais fácil pra ele respeitar a sua. Sem contar que a diversão do momento com certeza vai ajudar bastante.

 

  1. Diversão no prato

Já experimentou caprichar na apresentação dos pratos? Que tal um rostinho feliz feito de cenoura, batata doce e tomate? Crianças adoram esse tipo de coisa.

 

  1. Varie

Existem vááários tipos de legumes por aí. Experimente todos eles. Assim que você achar um que seu pequeno gosta, fica mais fácil fazer com que ele tome gosto pelos outros. E convenhamos, eles também não são obrigados a gostar de tudo, né?

 

  1. Crie histórias

O espinafre é a comida que deixa o Popeye forte. E você quer ser forte como o Popeye, não quer? Abuse da criatividade na hora de envolver suas crianças.

 

  1. Seja o exemplo

As crianças veem os pais como modelos de vida, querem ser iguais a eles e sempre tentam imitá-los. Aproveite para passar bons exemplos. Sempre que possível, coma junto com elas e dê uma atenção especial aos legumes e verduras. Comente como são gostosos, fazem bem e que eles te deixaram forte e inteligente. Mesmo que não funcione na primeira vez, isso vai instiga-los e diminuir a resistência deles para as próximas refeições.

 

  1. Aconteça o que acontecer, não brigue jamais

Você nunca deve se irritar com seus filhos ou castiga-los porque não comeram as verduras e legumes. Isso vai fazer com que eles associem experiências negativas aos alimentos, algo que pode atrapalhá-los pelo resto da vida.

 

Se eles se recusarem a comer, varie suas táticas, ou espere um ou dois dias pra tentar de novo. Este é um processo que pode levar tempo e a persistência é a chave.

Deixar um comentário

Alto Verão Elian 2018

O verão chegou chegando na Elian! Olha essa nova coleção, que coisa mais linda!

Imagine uma aventura na praia perfeita, com muito sol, um mar azul bem refrescante e, claro, muuuitos amigos! Assim é o Alto Verão Elian, um show de alto-astral que você vai conhecer em primeira mão agora.

É um verdadeiro oceano de opções para os pequenos, com peças estilosas e malhas bem leves para curtir o melhor do verão.

Para as meninas, os cítricos – amarelos mentolados, laranja, tons de azul e pink – dão o tom nos estampados, peças lisas e navy.

No lado dos meninos, a pedida são os momentos divertidos na praia, com muitas brincadeiras na areia.

A aventura está completa com os super-heróis da linha Fun, que topam qualquer parada.

A linha Beats chega com tudo pros nossos teens fazerem bonito no meio da galera, com a leveza das borboletas e das flores mescladas com estampas localizadas e elementos espelhados. Para os meninos, a pedida são peças clássicas com um toque de modernidade, onde a leveza litorânea e a vibe dos Emirados Árabes marcam presença.

Veja o restante da coleção e prepare-se pra um verão que vai ficar pra sempre na memória.

Deixar um comentário