Coworking familiar: nova alternativa para trabalhar e ficar com os filhos

Maternidade de um lado, carreira do outro: por que não os dois? Essa é a proposta do novo modelo de trabalho chamado coworking familiar, que surgiu como uma solução para o dilema que mais divide as mulheres atualmente: ter que deixar os filhos para trabalhar. A aposta surge para responder a esse grande desafio, o de combinar a profissão da mulher com os cuidados e atenção que a criança exige, sem anular um ou outro.

O funcionamento é simples: uma casa oferece um espaço para o trabalho, contando com a estrutura de um escritório (com mesas, internet e telefones) e também um espaço lúdico de recreação reservado especialmente para as crianças. Nele, há brinquedos variados, livros infantis, móveis coloridos, além de um ambiente separado para tirar uma soneca. Tudo sob a supervisão de um ou mais monitores.

yiy

 

Assim, enquanto a mamãe trabalha, consegue interagir com a criança em vários momentos do dia! Basta fazer uma visita ao lado, enquanto ela se diverte na companhia de outras crianças. Várias mães encaram a iniciativa de maneira super positiva, como uma alternativa para não se terceirizar completamente o cuidado dos filhos. Pois muitas profissionais não conseguem manter o mesmo ritmo de trabalho em casa com uma criança que exige atenção, não têm com quem deixá-la ou também não querem deixar na escolinha ou creche tão cedo.

Com os filhos ao lado, a mãe consegue manter um contato que não teria se estivesse trabalhando da maneira tradicional. No coworking familiar, ela pode garantir que o filho está recebendo uma alimentação correta, fazer as refeições em conjunto, além de não perder uma das fases mais preciosas da infância e momentos importantes como os primeiros passinhos, o desfralde, a introdução alimentar… E por aí vai. Sem contar na saudade, que vai embora só com alguns passos de distância.

dfgdfg

 

Embora seja uma alternativa mais procurada por mulheres, os homens também são bem-vindos. Geralmente esse modelo se encaixa melhor para quem possui o horário mais flexível, como profissionais liberais, freelancers e pequenos empreendedores. A própria mãe faz o seu horário, alugando o espaço de trabalho por horas trabalhadas, nos dias que quiser, sem a obrigação de frequentar a semana inteira.

No Brasil, há duas unidades disponíveis, uma em Curitiba, chamada “Mamaworking”, e outra em São Paulo, chamada “Casa de Viver”. Mas a torcida é para que esse modelo se espalhe por todo o país, para ajudar as mamães nesse desafio de conciliar a maternidade com a carreira. Compartilhe essa ideia. ;)

Deixar um comentário

Brincadeira de Páscoa: caça ao ovo!

Quantos ovos de Páscoa têm aí na sua casa? A data mais deliciosa do ano está chegando e estamos cheios de ideias para recheá-la com chocolates e muita diversão em família. A proposta é esconder os ovos de chocolate que a criançada ganhar pela casa e fazer uma espécie de caça ao tesouro para eles encontrarem.

A brincadeira é emocionante! :) Vem com a gente!

dfs

 

Pista dentro do ovo: Escreva as pistas em um papel, recorte e coloque dentro de ovos de plástico coloridos. Cada ovo deve possuir uma pista que leve ao próximo passo. Se as crianças forem maiores, dá pra elaborar pistas mais complexas, com charadas e adivinhações. Por exemplo, se a próxima pista estiver na televisão, pode ser “sempre te faço companhia quando você está sozinho”, ou se estiver no congelador, pode escrever: “onde o gelo é fabricado e faz um frio danado”.

Placas indicadoras: Ou, se preferir, você pode confeccionar algumas plaquinhas com algumas dicas indicando o caminho. Papéis e palitos de madeira são suficientes.

thrt

 

Pegadas de coelho: comece fazendo algumas patinhas de coelho no chão e espalhando alguns algodões pela casa, para dar a impressão de que foi o próprio coelho que escondeu os ovos. Aproveite para usar os percursos para guiar a criançada até as pistas. Você pode pintar as patinhas, se for o chão do quintal, ou imprimir os desenhos.

oop

Pego no flagra!”: Se houver algum coelho de pelúcia na sua casa, não o deixe de fora da brincadeira. Faça com que as pistas levem até ele e deixe-o em uma posição como se estivesse escondendo o ovo, com as patinhas e o rabinho pra trás. Imagine só a expressão de surpresa dos pequenos!

tyu

 

Lanterna: essa é apenas para os maiores. Em uma das pistas, deixe uma mensagem do coelho dizendo “você vai precisar disso para achar o ovo” e coloque a lanterna ao lado. Assim, a criança terá que enfrentar um quarto escuro cheio de adrenalina para concluir a brincadeira!

gyhty

 

Enquanto a criançada se diverte com os desafios, o papai e a mamãe participam e ficam na torcida gritando “tá quente!” ou “tá frio!” pra deixar todo mundo ainda mais animado!

 

Deixar um comentário

3 brincadeiras do passado para ajudar no desenvolvimento do seu filho

 

Lembrar da infância é sempre ótimo e brincar com os amigos era tudo de bom, né mamãe? Muitas das brincadeiras de antigamente quase nem são lembradas hoje… Mas por pouco tempo! Reunimos algumas das brincadeiras mais divertidas de tempos atrás para a criançada de hoje se desenvolver brincando.

 

Amarelinha

O que é? 

Uma brincadeira de pular sobre quadradinhos no chão.

 

A melhor parte! 

Amarelinha é uma brincadeira fácil de recriar em casa, pode ser jogado em mais de uma criança, o que estimula a socialização e, além de tudo, precisa que a criança se concentre e trabalhe seu equilíbrio enquanto pula.

 

Como fazer em casa?

Originalmente se riscava com giz de quadro no chão, mas para evitar sujeira no chão no sala basta marcar os quadradinhos no chão usando fita crepe ou até mesmo uma fita coloridinha e deixar a garotada se divertir.

 

 

Bambolê

O que é?

Se coloca um círculo de plástico na altura da cintura e se movimenta o corpo para manter o bambolê girando. Quanto mais se mexer, mais o bambolê ficará girando.

 

A melhor parte!

Esta atividade exige coordenação e estimula que a criança conheça a si mesma e vá aprendendo a movimentar apenas as partes do corpo necessárias para a brincadeira. Ah, e claro, mantém a criançada em movimento.

 

Como fazer em casa?

Você precisará apenas de um bambolê e muita energia.

 

Jogo da memória

O que é?

Fichinhas com figuras são espalhadas viradas para baixo. Duas fichas são escolhidas e uma ficha de cada vez é virada e a figura revelada. Ganha quem conseguir formar mais duplinhas entre as fichas.

 

A melhor parte!

Além de super divertida, a brincadeira faz os pequenos trabalharem a memória ao tentarem lembrar onde está a figura idêntica.

 

Como fazer em casa?

Você pode fazer um jogo da memória personalizado. Basta desenhar formas iguais em quadradinhos de papel ou mesmo imprimir duplinhas de fotos iguais.

 

Gostou? Então agora é só ensinar a criançada e deixar que eles aprendam brincando. E claro, vale o aviso que toda brincadeira precisa ser observada pelos adultos para garantir a segurança dos nossos pequenos. 

Boa diversão!

Deixar um comentário

Elian FUN: Diversão no circo!

Respeitável público, meninos e meninas, venham dar boasvindas à coleção Elian FUN Inverno 2017!

Os artistas de circo preferidos da garotada são as estrelas dos looks que vão vestir as meninas. Elefantes dançarinos, gatinhos no bambolê e mágicos ilustres estampam as peças interativas que fazem a diversão acontecer. Todo o encanto das atrações que marcam a infância, traduzindo-se em looks confortáveis e lúdicos para inspirar as brincadeiras das garotas. 

sdfs

 

Os bichinhos aparecem nos blusões em maxi estampas divertidas com efeitos metalizados, em relevo e bordados de paetê. Puro brilho! Calças legging coloridas cheias de elementos do universo circense fazem conjunto garantindo o conforto na hora da brincadeira.

Ursos, coelhos e ratinhos parecem ganhar vida com estampas rotativas que imitam a sua pelagem e com os apliques de orelhinha em posicionamentos inusitados. Seja na cava da peça ou no bolso do moletom, eles fazem a diversão das pequenas!

hjmh

Deixar um comentário

O que o formato da letra do seu filho pode dizer sobre a sua personalidade?

Você já ouviu falar em grafologia infantil? Apesar do nome esquisito, ela é uma ciência interessante que analisa os traços da personalidade da criança baseando-se nas marcas que ela deixa inconscientemente na hora de escrever. Segundo os grafólogos, ao comandar os músculos da mão, a criança esconde nos traços detalhes que representam experiências vividas, traumas, emoções e características, como nos adultos.

Ficou com vontade de matar a curiosidade? Confira a seguir o que o formato da letra pode dizer sobre a personalidade do seu filho (e a sua também).

 

Inclinação: a pessoa que escreve sem inclinar as letras e utiliza as iniciais das palavras em formato aumentado demonstra possuir uma personalidade forte, com potencial para a liderança, cheio de energia e bastante exigente com as pessoas ao seu redor.

aasd

 

Caindo: quando as linhas se inclinam de forma descendente, pode significar que o autor é uma pessoa reservada e tímida, ou pode ser um sinal de que está cansado e desanimado.

erge

 

Subindo: quem escreve dessa maneira geralmente é uma pessoa bastante otimista, eufórica e segura do que faz. Seu filho é assim?

fgh

Inclinada para a direita: a caligrafia inclinada para essa direção revela uma personalidade extrovertida e cheia de energia e também uma pessoa sociável, que gosta bastante de agradar os outros.

sfs

Inclinada para a esquerda: inclinar as letras para a esquerda pode ser um sinal de que a pessoa é mais reservada, sensível e que gosta de expressar as suas emoções pelas artes. Será que você tem um mini artista em casa?

ghgj

Tudo redondinho: escrever com as letras bem redondinhas, colocando todos os acentos em seu devido lugar pode ser um sinal de que a criança é dedicada, caprichosa e equilibrada.

ghty

E aí, qual foi o resultado? Compartilhe com a gente comentando aqui embaixo. E se não funcionou direito com você ou com seu filhote, não fique encanada. É normal misturar várias formas de escrever, ainda mais quando se é criança. ;)

 

Deixar um comentário