criança

Hora de pintar: 5 sites para colorir

Desenhando

Colorir desenhos é um momento lúdico, divertido e cheio de coisas boas. É um Momento Elian, não é mesmo? Além da criançada adorar, esta atividade também ajuda no desenvolvimento e na criatividade deles. Ah, e vamos falar a verdade? Encher um desenho de cores é uma delícia e, por isto mesmo, hoje reunimos 5 sites que estão esperando pelo seu pequeno.

 

Smart Kids

O site oferece muitas opções, dos desenhos de formas grandes aos mais detalhados. Vale muito a pena navegar e descobrir os vários desenhos educativos que o site disponibiliza, perfeito para seu pequeno artista se divertir e aprender muito dando aquele reforço na escola.

Clique para acessar.

 

 

Desenhos Colorir

Este site oferece todo tipo de desenho, de bichinhos e monstrinho a bandeiras e desenhos culturais para o seu pequeno se divertir e aprender ao mesmo tempo. Dentro do site você pode escolher entre imprimir ou colorir online lá mesmo.

Clique para acessar. 

 

Colorir Online

Aqui você encontra forma mais amplas e desenhos com bastante área para colorir. Eles são todos desenhos bem lúdicos com formas perfeitas para a criançada treinar a coordenação e aproveitar. No site você pode tanto imprimir, quanto colorir online.

Clique para acessar.

 

crayons-1445053

 

Hello Kids

Além de contar com vários desenhos que podem ser impressos ou coloridos dentro do próprio site, no Hello Kids você encontra vídeos detalhados que ensinam os pequenos artistas de idade um pouquinho mais avançada a desenharem suas formas.

Clique para acessar.

 

Pintar Colorir

Aqui você vai encontrar uma infinidade dos personagens favoritos da criançada (e nossos também). Os mais divertidos personagens da tv e do cinema estão esperando para ganharem muitas cores! Basta imprimir e deixar que os pequenos soltam a imaginação.

Clique para acessar.

 

Extra!

Dica de amiga, hein? As mamães que adoram desenhos e querem colorir juntinho dos pequenos, a dica é o site Mona que reúne vários desenhos bem detalhados que vão te ajudar a expandir a concentração e dar asas à criatividade. Que tal?

Clique para acessar.

 

Deixar um comentário

Meu filho pegou piolho, e agora? Entenda o tratamento e curiosidades

É natural que as crianças que começam a frequentar a creche ou a escolinha, adquiram este inimigo de todas as mães: o piolho. Nestas horas, o melhor a fazer é enfrentar o problema e atacar firme contra os vilões que tanto perturbam os pequenos.

piá piolho

O que fazer?

Primeiramente comunique à escola sobre o ocorrido, para que os responsáveis tomem providências e orientem os demais pais à combaterem o problema.

Depois, procure tratamentos tradicionais ou caseiros. Os kits vendidos em farmácias podem ser usados sem problemas, desde que as instruções de uso da embalagem sejam seguidas à risca.

A chave de tudo é combater as lêndeas (ovos do piolho), que ficam grudadas nos fios. Por serem branquinhas, elas são facilmente visualizadas, e podem ser removidas à mão ou com o pente fino específico. Por isso, durante todo o tratamento, o pente deve ser  utilizado, até que todos os ovos sejam removidos.

Receita caseira

Quem ensina é o biólogo Carlos Fernando Andrade, em matéria para o portal Bebe.com.br: “À noite, lave o cabelo e passe condicionador ou óleo de oliva, sem enxaguar. Cubra a cabeça com uma touca e vá para a cama. Na manhã seguinte, passe o pente-fino nos fios e lave-os novamente. O tratamento é tão eficiente que não precisa ser repetido”, garante.

Curiosidades

• Os ovos necessitam de quatro a 14 dias para completar a incubação. Depois de adulto o piolho vive só um mês, alimentando-se de sangue humano.

• O piolho de cabeça, chamado Pediculus humanus capiti, mede de 2,5 a 3,0 mm. Munido de três pares de pernas, locomove-se com rapidez, passando de um hospedeiro para outro com muita facilidade.

• Ao longo da vida, cada fêmea produz entre 120 e 140 ovos, as populares lêndeas. Elas têm formato alongado, com cerca de 0,8 mm de comprimento e 0,3 mm de largura.

• Na saliva do piolho existem substâncias anestésicas e anticoagulantes que, por serem estranhas ao organismo humano, provocam uma reação assim que o inseto pica a pele. É isso o que deflagra a coceira.

Fonte.

2 comentários

Saúde: criança vegetariana, pode?

Pode sim, desde que ela tenha uma dieta bem planejada, para que nenhuma vitamina ou nutriente necessários para o desenvolvimento infantil esteja ausente.

criança vegetariana

Essa preocupação se deve, principalmente, à vitamina B12, presente apenas nos alimentos de origem animal. Portanto, se a escolha da criança for uma alimentação  vegetariana absoluta, sem o consumo até mesmo de leite e derivados, será necessário fazer a suplementação.

“Quando o filho decide por uma alimentação vegetariana, os pais precisam ter  maior atenção e adequação na alimentação da criança”, explica a nutricionista Gabriela Marcelino, em matéria para a Revista Malu.

Sendo assim, o vegetarianismo bem orientado pode, sim, trazer a ingestão nutricional necessária, desde que haja um acompanhamento médico para avaliar o crescimento e desenvolvimento da criança.

Deixar um comentário

Você sabia que o parto por cesariana pode influenciar a obesidade?

Conforme estudo feito pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP, o risco de obesidade aumenta em 58% para crianças nascidas através de cesariana. A explicação dada pela autora da pesquisa, Helena Goldani, é a de que há uma alteração no desenvolvimento ou na composição da microbiota intestinal.

Segundo a pesquisa, o contato com a flora vaginal da mãe é muito importante para o desenvolvimento da flora intestinal da criança. “Sem esse contato a criança tem afetado o seu metabolismo de acolhimento e de armazenamento de energia e pode ter um impacto sobre o desenvolvimento da obesidade”, revela Helena.

É lógico que não podemos atribuir o crescimento do número de obesos apenas a este fator, já que são diversos os desencadeadores da obesidade, e a maioria deles já conhecida por todos nós. Mas, podemos considerar este mais um dos especiais motivos para que, a mamãe que tenha a possibilidade, opte pelo parto normal. ;)

 Fonte: Revista Materlife

Deixar um comentário

Saúde: o que fazer quando a criança rói as unhas?

O hábito de roer unhas deve-se, principalmente, à ansiedade. Além disso, tédio, cansaço e estresse também contribuem. A criança pode começar com este mau costume a partir dos três ou quatro anos de idade. Mas, o que fazer para driblar esta mania?

– Primeiramente, converse com a criança e explique o quão mal este hábito causa a saúde, já que as unhas acomodam sujeiras e os dentes podem entortar.

– Crie um que somente você e a criança saibam para ser utilizado na frente de outras pessoas, que relembre-a de tirar a mão da boca.

– Proporcione a realização de atividade relaxantes e um espaço para que a criança possa expressar seus sentimentos e angústias. Elogie todas as realizações.

– Quando a criança estiver roendo as unhas, simplesmente desvie sua atenção para outra coisa, ao invés de chamar sua atenção. Um brinquedo, uma canção ou uma brincadeira. Isto ajudará a parar sem perceber.

– Se perceber algum exagero, procure ajuda médica. A criança pode não estar conseguindo resolver seus conflitos sozinha.

Fonte: Revista Materlife

Deixar um comentário