educação

3 brincadeiras do passado para ajudar no desenvolvimento do seu filho

 

Lembrar da infância é sempre ótimo e brincar com os amigos era tudo de bom, né mamãe? Muitas das brincadeiras de antigamente quase nem são lembradas hoje… Mas por pouco tempo! Reunimos algumas das brincadeiras mais divertidas de tempos atrás para a criançada de hoje se desenvolver brincando.

 

Amarelinha

O que é? 

Uma brincadeira de pular sobre quadradinhos no chão.

 

A melhor parte! 

Amarelinha é uma brincadeira fácil de recriar em casa, pode ser jogado em mais de uma criança, o que estimula a socialização e, além de tudo, precisa que a criança se concentre e trabalhe seu equilíbrio enquanto pula.

 

Como fazer em casa?

Originalmente se riscava com giz de quadro no chão, mas para evitar sujeira no chão no sala basta marcar os quadradinhos no chão usando fita crepe ou até mesmo uma fita coloridinha e deixar a garotada se divertir.

 

 

Bambolê

O que é?

Se coloca um círculo de plástico na altura da cintura e se movimenta o corpo para manter o bambolê girando. Quanto mais se mexer, mais o bambolê ficará girando.

 

A melhor parte!

Esta atividade exige coordenação e estimula que a criança conheça a si mesma e vá aprendendo a movimentar apenas as partes do corpo necessárias para a brincadeira. Ah, e claro, mantém a criançada em movimento.

 

Como fazer em casa?

Você precisará apenas de um bambolê e muita energia.

 

Jogo da memória

O que é?

Fichinhas com figuras são espalhadas viradas para baixo. Duas fichas são escolhidas e uma ficha de cada vez é virada e a figura revelada. Ganha quem conseguir formar mais duplinhas entre as fichas.

 

A melhor parte!

Além de super divertida, a brincadeira faz os pequenos trabalharem a memória ao tentarem lembrar onde está a figura idêntica.

 

Como fazer em casa?

Você pode fazer um jogo da memória personalizado. Basta desenhar formas iguais em quadradinhos de papel ou mesmo imprimir duplinhas de fotos iguais.

 

Gostou? Então agora é só ensinar a criançada e deixar que eles aprendam brincando. E claro, vale o aviso que toda brincadeira precisa ser observada pelos adultos para garantir a segurança dos nossos pequenos. 

Boa diversão!

Deixar um comentário

É lei: Pais terão que matricular crianças de 4 anos na pré-escola

O governo publicou na última sexta-feira (5) um decreto no Diário Oficial da União, que estabelece que pais ou responsáveis terão o dever de matricular as crianças de 4 anos na educação básica. Segundo o texto, a educação básica passa a ser obrigatória dos 4 aos 17 anos de idade e será dividida entre Pré-Escola, Ensino Fundamental e Ensino Médio.

escola

A mudança obriga estados e municípios a oferecer escola às crianças de 4 anos. Mas, segundo o Ministério da Educação, eles têm até 2016 para garantir a oferta de vagas a todas as crianças. “Para a construção de novas escolas, contratação de novos professores. É o prazo necessário para que possa adequar a essa nova realidade”, diz o secretário executivo do MEC, José Henrique Paim Fernandes.

Até então, a obrigatoriedade da criança entrar na escola era somente aos 6 anos de idade. A carga horária mínima anual será de 800 horas, para a educação básica, distribuídas por, pelo menos, 200 dias de aula. As escolhas deverão fazer controle de presença das crianças, que deve ser de, no mínimo, 60%.

O que acharam desta novidade papais e mamães?

Fonte.

Deixar um comentário

Atitude verde: saiba como fazer a diferença na preservação do meio ambiente

A questão da sustentabilidade já é algo muito presente na vida de muitas famílias. A preservação já virou uma condição de sobrevivência para o futuro do nosso meio ambiente. Ações pequenas, fáceis e que não custam nada, devem fazer parte do dia a dia dentro de casa. Para que ainda não se conscientizou, nunca é tarde. Para quem já vive esta prática, as dicas abaixo podem dar uma forcinha extra.

Sacolas Ecológicas

Elas já são velhas conhecidas da dona de casa. Encontradas em todos os supermercados e feiras, as sacolas ecológicas são opção prática e fazem toda a diferença quando o assunto é preservar. Isto porque, mesmo que as sacolas plásticas sejam usadas para o lixo, acabam em um depósito onde dificilmente se deteriorarão facilmente. Aproveite para escolher uma “Eco Bag” que seja a sua cara e vá as compras com estilo!

Sacolas_Ecologicas

Reciclar tudo e sempre!

O hábito de separar os lixo orgânicos dos recicláveis deve estar presente na consciência de toda a família. Destinar um recipiente para o depósito dos descartáveis é tão simples, e as crianças devem aprender desde cedo. Mas lembre-se: é importantíssimo que os lixos recicláveis estejam limpos para serem destinados ao ponto de coleta.

reciclagem de materiais

Descarte correto do óleo de cozinha

Não esqueça nunca desta importante atitude: nunca despeje o óleo de cozinha dentro da pia. Isso, além de entupir, faz com que a água seja contaminada. Despeje em um vidro e entregue-o nos pontos de coleta. Vários lugares já oferecem esta opção. Para as mais habilidosas, há a opção de fazer sabão. ;)

oleo_de_cozinha
Vamos cuidar do nosso meio ambiente! ;)

 

1 comentário

Comportamento: Guia para mães e pais permissivos

Disciplinar os filhos não é tarefa das mais fáceis, ainda mais nos dias de hoje, em que a vida dos pais está cada vez mais corrida. Por conta disso, alguns pais acabam sendo vencidos pelo cansaço na hora de lidar com a educação dos filhos, tornando-se permissivos. Ou ainda, alguns simplesmente não conseguem ser mais rígidos, mesmo que tenham mais tempo para educar. Esta atitude resulta no mal comportamento dos pequenos, que são quem mais sofrem com a falta de regras.

Para ajudar nesta difícil tarefa de saber contornar seu perfil permissivo e saber quando é preciso ser mais duro, a Revista Pais e Filhos publicou um guia para pais permissivos. Confira:

Passo 1: Seja realista
Tenha expectativas razoáveis, o que significa entender o que a criança é capaz ou não de fazer. Por exemplo, a incapacidade de uma criança de 3 anos de dividir. Insistir nisso só vai resultar em brigas entre vocês.

Passo 2: Saiba como você é
Só estabeleça regras que você sabe que conseguirá impor. Você pode até sonhar com o mundo em que seu filho faça a própria cama todos os dias, mas se você sabe que irá ceder quando ele começar a se negar, estabeleça regras mais flexíveis.

Passo 3: Torne a regra oficial
Faça uma reunião de família para estabelecer algumas regras essenciais. Deixe as crianças participarem do processo oferecendo ideias. Assim, quando elas quebrarem alguma delas, você pode recorrer ao acordo que elas mesmas ajudaram a criar.

Fonte: Revista Pais e Filhos

Deixar um comentário

8 dicas para melhorar o comportamento alimentar do seu filho

A hora de comer quase sempre é uma tarefa difícil para os pais. Acostumar as crianças a terem bons hábitos alimentares, experimentando alimentos saudáveis e respeitando o momento da refeição como rotina necessária, exige muita persistência. Fique atento a estas 8 dicas para melhorar o comportamento alimentar do seu filho:

1. Evite distrações na hora das refeições, como TV e brinquedos;

2. Busque incentivar a fome, com intervalos de pelo menos 2 a 3 horas entre as refeições, com nada além de água;

3. Limite refeições longas (não mais de 30 minutos);

4. Sente à mesa para comer com ele e oferecer opções saudáveis;

5. Tolere pequenas bagunças apropriadas para a idade (crianças precisam sentir a comida para aprender a comer);

6. Incentive a criança a comer sozinha;

7. Mantenha uma atitude positiva e neutra durante as refeições (não mostre raiva ou comemore);

8. Ofereça novos alimentos e insista (são necessárias de 10 a 15 tentativas de um novo alimento até que a criança o aceite).

Fonte: Revista Pais e Filhos

Deixar um comentário