Saúde do bebê

Saúde: 6 dúvidas sobre alimentação durante a amamentação

Assim como na gravidez, durante a amamentação a alimentação da mamãe merece uma atenção toda especial. Não existe um cardápio pré-determinado, mas algumas dicas podem ajudar a melhorar os hábitos.

1. Restrição Alimentar

A princípio, nenhum alimento é proibido. Mas, é preciso ficar atenta a reação do bebê a determinadas substâncias, que podem ser rejeitadas pelo organismo dele, tais como leite de vaca, casatanhas, frutos do mar ou carne de porco. Na dúvida, consulte sempre seu médico antes de cortar qualquer item do cardápio. É muito importante abrir mão de bebidas alcoólicas durante o período.

2. Fazer regime pode?

Cortar calorias é perigoso, final o organismo precisa de energia pra produzir o leite materno. Durante a amamentação, a mamãe precisa de 20% mais calorias do que em um período noremal. Lembre-se: o ato de amamentar faz perder peso gradualmente.

3. Alimento light ou diet

O ideal é fazer uso moderado destes alimentos, pois não são considerados saudáveis. É melhor usar açúcar em menos quantidade.

4. Mamãe vegetariana

É importante se certificar de que se está ingerindo vitaminas e minerais suficientes. Consulte um nutricionista para elaborar o cardápio ideal

5. Atenção com o gases do bebê

Alimentos como brócolis, repolho, feijão, ovo, marisco, chocolate, milho, cebola, alho e alguns temperos, podem causar gases, diarréia ou brotoeja no bebê. Para se certificar de quais alimentos fazem mal ao bebê, basta deixá-los de consumir por dois dias e observar se os sintomas desaparecem.

6. E o cafezinho, pode?

A cafeína algumas vezes afeta o leite e provoca agitação e irritação no bebê, além de desconforto no estômago. Isto também vale para chás pretos, refrigerantes e chocolates.

Dica: Lanchinho bom
Adote o hábito de comer um lanchinho nutritivo como uma vitamina de iogurte com frutas, barrinha de cereais ou torrada com queijo sempre que for dar de mamar.

Fonte: Revista Materlife

Deixar um comentário

Saúde: Atraso na fala do bebê

Lá pelos cinco meses de idade os bebês já começam a emitir os primeiros sons. Aos dez meses pronunciam sílabas como: pá, ma, ta. Com um ano de idade as primeiras palavras inteiras começam a ser pronunciadas.

Qualquer atraso nesse cronograma já é motivo de preocupação dos pais. Mas muitas vezes as crianças demoram a falar porque não recebem estímulos. Motivo pelo qual os pediatras aconselham as mães a conversar com os filhos desde o ventre.

 

Converse com seu bebê para que entenda que existe outra forma de se comunicar

 

É o som das vozes e a articulação dos vocábulos que vai fazer com que os pequenos percebam que existe outra forma de se comunicar além de chorar. Mas, se você é do tipo de mãe que dá tudo o que seu filho quer ao primeiro sinal de choro, é possível que ele não veja a necessidade de se esforçar para se comunicar através da fala.

Converse com o seu bebê, a princípio ele não vai entender mesmo. No entanto, o som da sua voz tem o poder de tranquilizá-lo e, a medida que os meses avançam, o ato de falar vai ser reconhecido como uma forma de comunicação mais direta com o mundo que o rodeia.

Fonte.

Deixar um comentário

Distúrbios do sono atrapalham o crescimento

Crianças com problemas para dormir crescem pouco. Isso acontece porque o hormônio responsável pelo crescimento funciona durante o período de descanso. Saiba como identificar e lidar com os distúrbios de sono mais comuns.

Apneia e ronco

Crianças com apneia têm a respiração pesada ou roncam. O peito pode mexer com vigor durante o sono, ou sua cabeça pode mover para trás na tentativa de respirar.

Dica: A única maneira de saber com certeza é sob supervisão médica. O problema pode ser solucionado por meio de cirurgia de remoção de amídalas ou dieta. Remédios também podem amenizar a condição..

Ansiedade

A criança está exausta e mesmo assim se recusa a ir dormir, ou tem dores repentinas na hora de ir para a cama? A causa pode ser ansiedade. Ela pode pedir água, abraços ou inventar qualquer outra desculpa para não ter que fechar os olhos e ir dormir.

Dica: Especialistas em educação infantil alertam que não adianta brigar com a criança. O ideal é ensinar seu filho a lidar com os seus medos. Nessas horas, incentivar a criança a escrever sobre o que sente ajuda a colocar as angústias para fora. Se o problema se arrastar por mais de um mês, procure um pediatra.

Pouco exercício, muito computador

A criança passa metade do dia sentada na escola e a outra metade no computador ou na TV.

Dica: Estimule a criança a realizar atividades físicas. Se ela não está envolvida em nenhum esporte, sugira algum, ou limite o tempo que ela pode ficar na frente da TV ou do computador. Mas, evite que ela se exercite logo antes do horário de dormir.

Alergias fazem acordar no meio a noite

Apesar de dormir cedo, a criança fica irritada na escola, ou pega no sono na hora do jantar. Outra característica são tosses ou espirros à noite, olhos inchados e nariz escorrendo de manhã.

Dica: Procure alergistas para receitar remédios que controlem as alergias e os processos inflamatórios.

Outras dicas valiosas para seus pequenos terem um sono tranquilo

  • Não ofereça para a criança chocolate ou refrigerantes que contenham cafeína antes de ir dormir.
  • Mantenha horários regulares para seu filho ir dormir.
  • Transforme a hora de dormir em algo prazeroso contando histórias infantis. Eles adoram e este é um momento muito importante entre pais e filhos.
1 comentário

Mães fumantes. Cuidado!

No final de maio, a atriz Daniele Winits mal saiu da maternidade e já foi vista fumando. A atitude da atriz gerou debate na mídia sobre como a nicotina pode afetar a saúde do bebê através da amamentação.

Daniele Winits e o ex Jonatas Faro fumando. Daniele está em período de amamentação.

“Nessa fase a concentração de nicotina no leite da mãe é maior do que no sangue. Os bebês de fumantes sofrem com mais freqüência de cólicas, insônia e demoram a ganhar peso”, esclarece a psicóloga clínica Ana Lúcia Gomes Castello.

Essa não foi a única atitude polêmica de Daniele referente à maternidade. A loira também foi fotografada fumando, em um restaurante no Rio de Janeiro, poucas semanas antes de dar a luz.

Poucas semanas antes de dar a luz, a atriz foi fotografada fumando em um restaurante no Rio.

“Fumar durante a gravidez causa danos à inteligência da criança e ainda aumenta os riscos de contrair infecções respiratórias, como bronquite, pneumonia e asma”, pontua a psicóloga.

Por isso mamães: conscientizem-se! Priorizar a saúde e o bem estar do bebê, adotando hábitos saudáveis, é uma demonstração de amor! ;-)

1 comentário

Hora do banho: Cuidado redobrado nos dias frios

Os termômetros baixaram mesmo. Isso nos faz sentir frio só de pensar em se despir para tomar banho. Se para os adultos é assim, imagine para os bebês!

Água morna e ambiente protegido vai manter gripes e resfriados longe do seu bebê.

Por isso as mamães devem estar atentas para a temperatura da água. “Com o frio, as mães têm tendência de usar água superaquecida, porém, isso pode ressecar a pele do bebê”, indica o dermatologista, Dr.Marcelo Orlando Paris Cavassani. Ainda segundo o profissional, o ideal é manter a água morninha, levemente quente.

O lugar utilizado para essa hora, também deve ser adequado. Feche todas as portas e janelas para não ter correntes de ar frio circulando no ambiente. Se você tiver um aquecedor, ligue dez minutos antes do banho. “Mantenha as roupinhas por perto para evitar que a criança fique muito tempo exposta” indica o Dr. Cavassani.

Observando esses cuidados simples, você evita que seu filho pegue uma gripe ou resfriado. Garanta a sua paz e a do seu pequeno!

Deixar um comentário